Temos todo tempo do mundo! Será?

financas-maio-19

Tenho observado que as pessoas andam pouco preocupadas em economizar para a aposentadoria. Se é fato que vamos viver mais e que haverá uma reforma da previdência, isso deveria ser uma das principais questões de nossos tempos. Diante disso, uma pergunta: afinal, como se planejar financeiramente para a aposentadoria?
Ficar dependendo só do recebimento de benefício do Governo pode não ser a melhor opção, já que não sabemos quais serão as regras no futuro. Sabendo disso, não tomar nenhuma medida hoje, enquanto se está trabalhando, também não deveria ser uma alternativa.
É verdade que é difícil abdicar dos prazeres imediatos para poupar para o futuro, damos sempre preferência ao prazer imediato. De acordo com estudos da psicologia econômica, quando guardamos recursos para o amanhã, as áreas ativadas no cérebro são as mesmas de quando estamos doando dinheiro para outra pessoa. Verdade, nosso cérebro não ‘entende” que guardar um montante para o futuro é para nós mesmos! Ele “acredita” que estamos dando dinheiro para outra pessoa!
Sendo assim, devemos nos planejar e começar o quanto antes. Até porque, o poder dos juros sobre juros é mais relevante quando há mais tempo pela frente. Ele pode fazer com que nossos esforços de poupança sejam bem menores do que os que seriam necessários sem essa ajudinha dos juros compostos.
E você está esperando o que para começar logo seu pé de meia para a aposentadoria? Já não temos todo tempo do mundo e não sabemos o que está por vir.

Leticia Camargo é economista, planejadora financeira pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner). Email: leticia@leticiacamargo.com.br