Por que falar de dinheiro ainda é um tabu?

financas-julho-19

É muito interessante como falar de dinheiro ainda é um tabu em muitas casas! As famílias conversam sobre vários assuntos, mas quase nunca sobre dinheiro. Não falam sobre as contas da casa, sobre endividamento, nem sobre investimentos financeiros.
Inclusive, muitos casais nem sabem quanto seu cônjuge ganha, quanto gasta e se tem dívidas ou investimentos. Nesse sentido, o ideal seria que, quando começasse a namorar, o casal já iniciasse as conversas sobre as suas finanças, os seus sonhos e objetivos de vida.
Escutei uma vez num casamento que jugo é aquela peça de madeira que fica na nuca dos animais quando estão puxando um carro de boi e serve para que andem juntos, na mesma velocidade e direção. Analogamente, assim também deveriam ser os cônjuges (com jugo): deveriam seguir na mesma velocidade e direção em relação às suas finanças.
Não adianta um ficar querendo economizar e o outro gastar tudo ou esconder a situação financeira difícil da família. As coisas só tendem a piorar quando não há uma convergência entre as partes. É como se cada um estivesse remando em uma direção e, desta forma, o barco não sai do lugar: fica dando voltas e voltas…. E, às vezes, até afunda!
Uma família deveria sentar-se com alguma periodicidade para rever as contas, traçar objetivos e metas, e fazer um orçamento financeiro. Desta forma, estariam entendendo as dificuldades e ambições de cada um e poderiam caminhar mais facilmente para um objetivo comum.
E você, conversa em casa sobre as suas finanças? Sua família é aberta ao diálogo ou é cada um por si? Talvez seja interessante refletir sobre isso!

Leticia Camargo é economista, planejadora financeira pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner). Email: leticia@leticiacamargo.com.br.