ONG retira bicicletas abandonadas para reutilizar em projetos sociais

voluntariado-setembro-2018

O Instituto Aromeiazero possui uma campanha permanente para estimular condomínios a doarem bicicletas abandonadas em bicicletários. A ONG de São Paulo promove a bicicleta como instrumento de transformação social, cultural e pessoal e as doações ajudam a manter os projetos em andamento.
A administradora Oma, de São Paulo, recebeu o começo do ano, o material da campanha, “Como acabar com o cemitério de bicicletas?”, e logo replicou para os clientes, entre eles o Condomínio Ravena, de Pinheiros. A campanha resultou na doação de 15 bicicletas.
“A campanha é simples. O condomínio estabelece um período para informar os moradores sobre a necessidade de identificarem suas bikes, informando que aquelas sem dono serão doadas para serem reformadas pelo Aromeiazero e reutilizadas nos nossos projetos”, explica Murilo Casagrande, diretor do instituto.
Curso Viver de Bike
O estímulo à doação de bicicletas usadas é parte da estratégia do Aromeiazero para realizar o curso Viver de Bike, projeto que visa inserir pessoas de baixa renda, sobretudo mulheres, no mercado de trabalho formal, ou na atuação como microempreendedora.
O curso é gratuito e possui 60 horas de aulas teóricas e práticas com conteúdo que abrange conceitos e técnicas de autogestão, responsabilidade social, finanças, planejamento de negócios, empreendedorismo e mecânica de bicicleta.
“Metade do conteúdo do curso de 60 horas é voltada para mecânica e as peças e as bikes doadas acabam sendo o caderno e o diploma, já que o desafio está em montar a bike que a estudante irá receber como certificado de conclusão”.

Rogério Viduedo
Outras informações: www.aromeiazero.org.br/facaparte