Quando há respiração e pensamento,
Quando há criação e devaneio,
Quando há contemplação e encontro,
Quando há escuta e esperança,
Quando há música e dança,
Quando há mistério e entendimento,
Quando há acolher e ser acolhido,
Quando há papel e lápis,
Quando há despertar e encantamento,
Quando há gratidão e a percepção de que estamos vivendo.
Quanto à vida? Ela pulsa.

Sâmia Riachi de Freitas - Psicóloga Clínica - CRP 06/98585
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo./ www.soulpsi.com.br